Cada visitante da nossa Morada dos Anjos já realizou por que quer vir aqui? Será pela beleza da natureza quase intocada das bordas da Reserva do Tabuleiro? Ou pela presença e convivência com animais ainda livres em seu ecossistema? Ou é pela pureza das águas que, por serem vindas das montanhas, nascem como um grande manancial de fontes d’água limpa e realmente potável?
Pois se estes são alguns dos motivos que te fazem vir aqui, estas além de outras são as motivações que também nos fizeram vir inclusive morar neste ecossistema. E é por isso que depois deste longo tempo, podemos todos nós, visitantes e moradores, encontrar estas maravilhas porque, como nós, aqueles que chegaram antes, compreenderam qual seria sua real pegada ecológica neste espaço. E por isso, transformaram seus hábitos! Muitos equivocados e cheios de ignorância e de desconhecimento que até pareciam ter algo com um quê de negligência e até mesmo de irresponsabilidade.
No entanto, tudo era resultado da grande lacuna e ausência de informações básicas que envolvem nossa atual sociedade a fazer coisas e ter opções que estão completamente superadas e que nos parecem absurdas!
Assim, convidamos cada um dos visitantes a, primeiro, refletir e observar nossa postura frente este espaço; e, em segundo, a acolher mesmo que não consiga, no primeiro momento, aceitar com sua consciência, seu corpo e sua alma, aquilo que estamos lhe trazendo. Convidamos que se abra a se comportar como nós, com todo o ambiente da Morada e seus seres, vivos ou não, que escolhemos este espaço para morada.

Formulamos estas premissas que, na forma de reflexões, te trazermos porque é assim que estamos agindo em nossa Reserva, reconhecendo a sacralidade e a amorosidade das águas e te convidamos para fazeres o mesmo:


1. Como a ciência independente está mostrando, quase todos os componentes dos chamados produtos comerciais de higiene pessoal, são na verdade simulacros artificiais e sintetizados, em laboratório, de todos os ingredientes que eram, há alguns anos, usados por nossos pais e avós para torná-los o que hoje eles tentam ser;


2. O que significa isso? Como estas moléculas e substâncias não são e nem foram criadas pela Natureza, ela não as reconhece e por isso não pode decompô-las;


3. Significa o mesmo que ao ouvirmos uma língua estrangeira que nos é totalmente desconhecida, não conseguirmos significar nenhum dos sons emitidos. Com a Natureza deve ocorrer o mesmo, estas substâncias para ela, todas, realmente todas, são como ruídos e cacofonias;


4. Se quiseres ter mais informações do que este ‘ruído’ e esta ‘cacofonia’ vêm causando nas gerações que estão vindo depois de nós e mesmo acontecendo conosco, dispomos de links de sites independentes que poderão te dar esta sustentação;


5. Mas, para nós bastou ter este conhecimento para nos levar a usar neste espaço somente produtos acabados que não tenham, de nenhuma forma, este tipo de ingrediente, artificial, violento e destruidor da vida como um todo;


6. E o que fazemos para isso? Usamos produtos que sejam feitos com ingredientes realmente criados pela Mãe Terra e que a ação humana tenha sido torná-los, com sua criatividade e engenho, em algo que cumpra com as finalidades propostas;


7. Assim, pasta de dente, xampu e outros desta linha, como condicionadores etc., sabonetes, sabão para lavar a roupa, produtos de barbear, desodorantes, produtos de limpeza da casa, perfumes e toda a gama de produtos que sejam destinados ao cuidado pessoal e do ambiente, devem ser de origem natural e de componentes que sejam realmente reconhecíveis e degradáveis pela Vida;


8. Se não dispuseres deles ao vires para a Reserva, já podes saber que temos estes produtos para venda e dai usares em nosso meio. Caso estejas em dúvida dos produtos que dispuseres, ao chegares à Reserva, pedimos que busques as informações pertinentes para veres se são ou não condizentes com estas nossas premissas;


9. Se quiseres lavar alguma roupa temos à disposição sabão em barra ou em pó, ambos naturais;


10. E, por fim, queremos que lembres que na Reserva estão muitas das fontes que geram as águas que irão abastecer todas as pessoas que estão à jusante de nós. À montante só tem a montanha. Assim, termos a consciência de que somos os primeiros a tocar neste tesouro e que é de nossa ação que os nossos vizinhos seguintes poderão ou não ter a mesma joia que geograficamente temos! Não queremos legar para quem vêm depois de nós, substâncias que sejam persistentes, bioacumulativas e destrutivas da mais profunda essência da Vida neste planeta.

 

Gratidão à Vida que nos lega a água mais pura, bem como nossa mais profunda e amorosa gratidão por conseguirmos ter a percepção de que depois de nós muitos poderão acessar este tesouro, frágil, vital e imprescindível em sua potabilidade.

Água, Sacralidade e Responsabilidade

Texto escrito pelo colaborador Luiz Jacques Saldanha.

Copyright © 2019 Reserva Morada dos Anjos. Todos os direitos reservados.

  • Facebook App Icon
  • Wix Google+ page
  • YouTube Classic

Galeria de Fotos

Onde Estamos

Estrada Geral da Vargem do Braço, s/n

Bairro Caldas da Imperatriz

Santo Amaro da Imperatriz

Santa Catarina - Brasil

Contato:

elaine@reservamoradadosanjos.com.br

Mostrar mais

Fanpage Facebook